BETA

Utilize o mapa para filtrar por região

O QUE FAZER

DESCUBRA TODOS OS ATRATIVOS QUE A CIDADE DE Mambaí OFERECE.

AGÊNCIAS E RECEPTIVOS
    TRILHA ITAGUAÇU

    O percurso reúne atrativos que colocam Mambaí como um hot point do ecoturismo no país. A trilha passa por quatro diferentes tipos de vegetação, mata de galeria, mata seca, vereda e mata calcária. No caminho, o visitante cruza com os rios Vermelho e das Pedras e diversas nascentes. Depois de um labirinto de rochas calcárias encontra a Lapa do Rio Vermelho e a Lapa do Rio das Pedras. E tudo isso sem grandes sacrifícios, porque, embora tenha cerca de 3,5 km, quase toda trilha é feita em terreno pouco acidentado . O ponto de partida fica bem perto de Mambaí, 700m de estrada asfaltada e 400m em estrada vicinal em bom estado de conservação.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
TRILHA ITAGUAÇU

O percurso reúne atrativos que colocam Mambaí como um hot point do ecoturismo no país. A trilha passa por quatro diferentes tipos de vegetação, mata de galeria, mata seca, vereda e mata calcária. No caminho, o visitante cruza com os rios Vermelho e das Pedras e diversas nascentes. Depois de um labirinto de rochas calcárias encontra a Lapa do Rio Vermelho e a Lapa do Rio das Pedras. E tudo isso sem grandes sacrifícios, porque, embora tenha cerca de 3,5 km, quase toda trilha é feita em terreno pouco acidentado . O ponto de partida fica bem perto de Mambaí, 700m de estrada asfaltada e 400m em estrada vicinal em bom estado de conservação.

+INFO
    • NENHUMA IMAGEM
    LAPA DAS DORES

    Quase dentro de Mambaí, mas já no município de Buritinópolis, a Lapa das Dores é um dos pontos turísticos mais frequentados na região. O rapel contemplativo, 100% em negativo (em vão livre), oferece uma experiência única. Descendo pela claraboia no alto da caverna, são 25m até o chão, passando ao lado de estalactites e espeleotemas diversos. Graças à claraboia, durante o dia, nem é necessário lanternas para a exploração da lapa. Nela passa o córrego das Dores de águas claras e tranquilas. Também fica em propriedade privada, a 15 km de Mambaí por estrada asfaltada. A partir da entrada da fazenda são 300m de chão e uma caminhada suave de 600m.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
  • NENHUMA IMAGEM Lapa das Dores
    TRILHA ITAGUAÇU

    O percurso reúne atrativos que colocam Mambaí como um hot point do ecoturismo no país. A trilha passa por quatro diferentes tipos de vegetação, mata de galeria, mata seca, vereda e mata calcária. No caminho, o visitante cruza com os rios Vermelho e das Pedras e diversas nascentes. Depois de um labirinto de rochas calcárias encontra a Lapa do Rio Vermelho e a Lapa do Rio das Pedras. E tudo isso sem grandes sacrifícios, porque, embora tenha cerca de 3,5 km, quase toda trilha é feita em terreno pouco acidentado . O ponto de partida fica bem perto de Mambaí, 700m de estrada asfaltada e 400m em estrada vicinal em bom estado de conservação.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
  •   Trilha Itaguaçu
    CACHOEIRA PARAÍSO DO CERRADO

    O nome já diz tudo. Linda de morrer, a cachoeira ainda fica em um lugar paradisíaco, entre paredões com cerca de 100m de altura, formando um cânion por onde correm o Rio Corrente e o Córrego São Vidal. Aos pés da cachoeira, o lago de águas verdes e puras, além de bem bonito é excelente para um mergulho. Em frente à queda d’água há uma ilhota, onde é possível se deixar ficar apreciando os encantos ao redor. E tem mais!... Logo abaixo da cachoeira, barragens de tufas calcárias, raríssimas formam piscinas naturais. A cachoeira não fica exatamente em Mambaí, mas bem perto, a 32 km, no município de Damianópolis. São 16 km de estrada asfaltada e outros 16 km por estrada de terra bem conservada, até a sede da fazenda particular que abriga o atrativo. Lá, são 800m de caminhada, mais fácil na ida do que na volta, porque o terreno é inclinado. A fazenda cobra uma taxa de R$ 5,00 por pessoa e oferece almoço sob encomenda. Esse atrativo só permite entrada com guias cadastrados ou empresas credenciadas.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
  •   Cachoeira Paraíso do Cerrado
    POÇO AZUL

    No encontro entre o cânion do Rio Vermelho e o cânion do Córrego Barreiro, aos pés de cachoeiras com 25m, três poços de água de um azul infinito compõe um cenário impressionante pela grande beleza. Pena que são poucos os que têm condições e ânimo de chegar até lá. A 21 km de Mambaí, entre os municípios de Buritinópolis e Damianópolis, o acesso ao Poço Azul, em propriedade particular, exige uma árdua caminhada de 3,7 km (ida). Primeiro é preciso vencer uma descida íngreme pelas encostas de um penhasco. Depois, caminhar dentro do magnífico cânion do Rio Vermelho, entre o a água e a mata ciliar por cerca de 1h, até chegar ao local do Poço Azul. É recomendável levar água e lanches leves e rápidos.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
  •   Poço Azul
    • NENHUMA IMAGEM
    CAVERNA DO BORÁ

    Ideal para os mais aventureiros e espeleólogos, a Caverna do Borá exibe inúmeros espeleotemas e, dentro dela, acontece o belo espetáculo do encontro de dois rios subterrâneos. Quer emoção? O cascading de 18m pelo leito da cachoeira que se derrama no interior da caverna é chocante. O acesso ao atrativo é pelo povoado do Borá, a menos de 1,1 km da saída da cidade. São 700m de asfalto e mais 400m de terra em boas condições. A cachoeira fica em propriedade privada.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
  • NENHUMA IMAGEM Caverna do Borá
    • NENHUMA IMAGEM
    CAVERNA DA TARIMBA

    A Tarimba é uma das maiores cavernas brasileiras, com 10 km de extensão já mapeados, vários condutos e bifurcações. É um atrativo e tanto para aficionados e pesquisadores, mas não recomendável para quem não tem experiência. Nos salões superiores nem é tão difícil caminhar pelos labirintos, mas as ligações entre as galerias, em diferentes níveis, feitas por passagens horizontais e verticais não são nada fáceis. Algumas super estreitas, povoadas por escorpiões e morcegos. Pra quem se aventura, a caverna compensa todo esforço, garantem os que já venceram o desafio. A Tarimba fica em uma fazenda com o mesmo nome a 11 km da cidade próximo ao povoado da Vila Nova, há cobrança de entrada pelo proprietário e Sr. Natalino. A entrada no atrativo está condicionada ao acompanhamento de guias locais.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
  • NENHUMA IMAGEM Caverna da Tarimba
    LAPA DO PENHASCO

    A imensidão de seus salões e os espeleotemas com formas incomuns tornam a Lapa do Penhasco a caverna mais incrível da APA Nascentes do Rio Vermelho. A caverna se encontra no fundo de um vale cego, com escarpas de 80m de altura. A entrada principal da lapa está na base de um dos paredões. Dentro dela, tudo encanta, o lago logo na entrada, as várias quedas d’água, a janela colossal, além, evidentemente, dos estalactites e estalagmites. Em propriedade privada, a lapa está a 16 km de Mambaí, já no município de Buritinópolis. Na fazenda, são 250m de caminhada no meio do pasto e, depois 80m de descida forte, bem escarpada. Para se fazer todo o percurso no interior da caverna, o contato com a água é inevitável. As rochas são escorregadias e há uma subida bem íngreme.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
  •   Lapa do Penhasco
    BALANÇO DA DANI MONTEIRO

    A brincadeira acontece na Cachoeira do Funil, na descida do salto. A cadeirinha de escalada fica presa a uma corda estática e o turista pode balançar no meio da cortina de água, passando de um lado pro outro. A descida é finalizada com rapel. Já eleito como uma melhores atividades de aventura do país, o balanço ganhou o nome da apresentadora Dani Monteiro, porque foi ela quem o estreou com grande entusiasmo. Difícil é achar quem não goste.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
  •   Balanço da Dani Monteiro
    CACHOEIRA DO FUNIL

    A 6 km de Mambaí, pela GO-236, o Rio Ventura deságua em um salto volumoso, de 25 metros de altitude, dentro de uma caverna. Emoldurada por múltiplos pequenos arco-íris a exótica cascata é maravilhosa de se ver e mais do que deliciosa para o cascading, ou rapel em cachoeira. O salto é tão inusitado que o acesso a ele é feito a partir de uma dolina de rochas escarpadas. Depois de cruzar um grande salão, o visitante é surpreendido pelas pela catarata no meio da gruta, vista por trás da cortina de água. Para se chegar à dolina, há uma trilha, que apesar de curta (apenas 900 m), oferece atrações variadas, como diferentes tipos de vegetação, labirintos de rochas calcárias, nascentes e pequenas quedas d’água ótimas para banho. A Cachoeira do Funil fica em área administrada pela Associação do Pequenos Produtores da Fazenda Olho D’Água, mas está sempre aberta ao público. É cobrado a entrada no atrativo e a visitação pode ser feita com guias cadastrados pelas empresas locais.

    MAPA OUTROS ATRATIVOS DA REGIÃO
  •   Cachoeira do Funil

AGENDA